Cartões Handmade

Sim, eu ainda existo. A vida de cozinheira me sugou, cortou meus dedos, me queimou e me privou do simples prazer de ter digitais no meus pobres dedinhos… Mas eu estou adorando! Trabalhei bastante nas últimas semanas, e isso somado com o MBA todos os dias a noite faz que eu saia de casa mais cedo do que eu gostaria e voltar extremamente depois que eu queria. Mas c’est la vie!

Bom, ter um blog causa você falar pelo menos algumas vezes por dia, e muitas vezes para estranhos, as palavras “entre no meu blog!”. Pode ser pra ver alguma coisa que você está comentando, ou para pegar uma receita que você está comentando, ou então quando você está inocentemente se apresentando numa aula nova e alguém grita “ela tem um blog!”. E é nessas horas que eu me vejo falando o nome do blog, explicando, e até soletrando o endereço, e ao mesmo tempo pensando: por que eu não tenho um cartãozinho?!

Para sanar isso, resolvi fazer um! Mas queria alguma coisa mais pessoal, e não algo que eu mandasse imprimir numa gráfica. Por isso, juntei toda minha experiência em scrapbooking, e resolvi fazer um handmade! Passei na Scrappin Up, aqui em Curitiba, e escolhi um papel cheio de fouets!

Era importante também que o lado inverso fosse bonito, e esse era. Escolhi uma fonte que lembrasse aquela ali em cima, do cabeçalho do blog. Que lembrasse, porque  a que era de verdade eu esqueci. Acontece.

Imprimi em papel vergé 180g, e daí foi recortar. E recortar. E recortar. E eu mencionei que eu tive que recortar?

Se alguém estiver disposto, aceito uma guilhotina. Grata.

Se você não está familiarizado com o termo e está achando estranho eu pedir uma guilhotina, calma. Não estou tendo um momento de Rainha de Copas e saindo berrando “Cortem-lhes as cabeças!”. Guilhotina é um equipamento para cortar papel, que teria me facilitado muito a vida hoje…

Bom, depois disso parti pra casa dos meus avós pra dar os últimos toques. Com a ajuda da Ivone, que trabalha na casa dos meus avós desde antes de eu ser projeto de gente, usei a máquina de costura pela primeira vez na vida. Estranho ter sido num papel, não? Mas o inesperado é mais legal! Antes de ir, minha mãe ficou fazendo terrorismo, dizendo que era muito difícil mexer em máquina, que eu não ia conseguir, que os piores pânicos da infância dela são de quando ela tinha que usar a dita cuja. Claro que cheguei super tensa, e não deu outra. Olha aqui minha primeira tentativa:

Mas depois disso eu respirei fundo, e resolvi que os medos da geração passada não seriam os meus! Ou simplesmente descobri que tinha colocado a linha de jeito errado, você escolhe.

E o resultado final! Achei que ficou charmoso e personalizado. Espero que as pessoas que recebam gostem e vejam que foi feito com muito carinho!

E pra ser honesta, muito trabalho! Mas acho que no final vale a pena.

Anúncios

16 Comentários

Arquivado em dicas, DIY, doce vida

16 Respostas para “Cartões Handmade

  1. Fernanda

    Ehhhhhh ficou lindo!!!! Eu quero um… já que tive que “doar” o meu! Parabéns pelos “também” dotes de costureira, ficou super-mega-ultra personalizado! És uma artista completa! 🙂

  2. Brava, amore mio! Terrorismo é bom porque prepara para o pior! E deu super certo!

  3. Ciça

    Marilda, gostei muito dele, putz quero um…
    E juro que cuido melhor dele, do que cuido dos meus celulares.
    É, ele tá sem bateria faz uma semana e não acho o carregador. E ainda deixei ele por 3 dias em um estacionamento, como prova que um dia eu iria pagar.

    Tá fugi do assunto, mas muito legal o cartão!
    Aprendi a fazer macarons, farei essa semana, legalzinho de fazer
    Beijos bonitona, poste mais vezes e mais receitas!

  4. só passei pra dizer que sou fã do seu blog, sempre dou uma passadinha por aqui.
    e que hoje eu encontrei pela primeira vez a PAM pra c0mprar, e quase dei gritinhos no super mercado, e super lembrei de vc, pq afinal vc ama a PAM e eu só conheço a dita milagrosa por sua causa.
    enfim
    saudades de vc meu bem.
    beijokas
    Carol Suss

  5. Chris Mayr Correa

    os cartoes ficaram lindíssimos !! chega de terrorismo d tua mãe ! desde pequenas nos ajudavamos a costurar as roupas com a dona Ruth, cheiro de arruda …. tua mãe te conta . Guilhotina tem na fábrica , da uma passadinha pra ver o Bru e corta tudo lá !! aqui tem PAM de vários sabores , quer q eu mande algo pra vc ? ja estava com saudades dos teus post … esse demorou pra sair ! bjsss

  6. Querida, adoro pessoas criativas hahaha
    Ficou demais! Parabéns!

    Bjao, Glau

  7. Que fofo… É realmente quando se fala wordpress temos que soletrar! kkkkk
    Parabens… otima ideia!

  8. shigui

    eh…
    as vezes coisas pequenas sao as que mais impressionam,
    as que mais alegram… hehehe
    parabens ficou otimo!

  9. Má! ficou muito bom!
    “Quand on veut, on peut”
    bon chance!

  10. vivi

    meu ficou o maximo
    bj

  11. Pingback: Um DIY de uma Boleira com uma Doceira « Arte Amiga

  12. Pingback: Cartão de visita « Arte Amiga

  13. Marina,
    por meio de um comentário da Jô Bibas no nosso Blog conheci o que ‘aprontam’. Parabéns!!
    Bom domingo.
    Josi Basso
    pastificio.blogspot.com

  14. nossa, adorei o seu cartão!!!
    deve ter dado trabalho, sim, mas ficou muito lindo e original!!!!
    beijoca,
    da harumi

  15. Ficou lindo esse cartão. A costura deu um toque todo especial.
    Bjks
    Débora

  16. Pingback: washi tape + DIY da depressão | Confissões de uma Doceira Amadora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s