mexendo em time que está ganhando

Imagem

Muito tempo atrás usei, quer dizer, chamei minha priminha americana pra fazer snickerdoodles. Esses biscoitinhos são uns clássicos nos EUA, são uma delícia e pronunciar o nome SEMPRE me faz rir. Vai, fale snickerdoodles em voz alta. Vai dizer, deu uma risadinha, no mínimo um sorrisinho né? Não?

Eu me preocuparia se eu sou a única a ter essa reação, mas estou muito ocupada em falar snickerdoodles em voz alta e dando risada sozinha.

Voltando! Minha priminha americana está de novo no Brasil, então resolvi fazer de novo. Mentira. Ela pediu tantas vezes que eu não tinha mais coragem de dizer não. Mas já que era pra fazer o biscoitinho mais simples do mundo, resolvi dar uma mudadinha na receita e ver no que dava! Então começando com a receita normal.

Ingredientes:

240g de manteiga

350g açúcar

2 ovos

2 gemas

650g farinha de trigo

1 colher de chá de fermento

1 colher de chá de sal

Bom, se você for do tipo tradicional, use essa receita, faça biscoitos clássicos como os lá de cima e seja feliz! Agora se for rebelde, fora da casinha ou simplesmente estiver um pouco entediado, venha comigo nessa viagem de transgressão e mude a receita! O fim da história será o mesmo, você terá cookies quentinhos e se isso não te faz feliz tá na hora de um pouco de terapia.

O que eu mudei na receita foi algo totalmente pequeno, mas que faz toda a diferença! Em vez de usar aquela manteiga lindamente amarela,  recém saída da geladeira em temperatura ambiente, resolvi usar brown butter. Que seria o que, manteiga escurecida? As vezes a língua portuguesa deixa um pouco a desejar… Comece colocando sua manteiga numa frigideira, se for a primeira vez, uma de fundo claro é ainda melhor. Imagem

Vai deixar a manteiga derreter, sempre mexendo com o fuet. Ela começa a fazer espuma, a fazer bolhas, a te odiar por levar ao limiar do queimado, mas não se deixe abalar. Continue um pouco mais e ela começa a escurecer e exalar um aroma parecido com nozes. Quando chegar lá, coloque rápido em outro recipiente. Eu repito, rápido. Vire pra ver o que te mandaram no whatsapp e ela vai queimar. Tenho dito.

Eu geralmente gosto de por passo a passo como acontece. Mas neste dia em particular dei a câmera na mão da minha prima, e este é o resultado:

ImagemImagem

Bom, na segunda foto vocês podem ter uma ideia da cor que você deve esperar. Vamos apreciar os ângulos inovadores e shame on me por não checar se tinham saído boas.

Depois disso é só esperar a manteiga esfriar e fazer um procedimento normal de cookies. Açúcar mais manteiga, ovos e depois os secos. Adoraria por fotos , mas pelas da manteiga vocês podem imaginar como saíram as outras. Mas eu estava com as mãos ocupadas com a coisa mais deliciosa que tinha na minha cozinha.

Imagem

Vamos parar um segundo e bater palmas pra todas as mães que cozinham com filhos nos braços todos os dias! Essas bochechas mais apertáveis do mundo pertencem a minha afilhada, que obviamente acha o que a dinda está fazendo muito interessante! E eu posso ou não ter viciado ela em cookies logo em seguida. Mas ninguém tem provas então é como se não tivesse acontecido!

Voltando aos snickerdoodles! De preferência com o uso de ambas as mãos, enrole em bolinhas e passe em açúcar e canela.

Imagem

Depois disso forno médio baixo até eles ficarem dourados.

Imagem

Eu recomendo pegar um belo copo de leite pra acompanhar seus biscoitos saídos do forno.

Não falei que o final dessa história era feliz?

Anúncios

10 Comentários

Arquivado em aventuras culinárias, doce vida, NYC, passo a passo, receita

10 Respostas para “mexendo em time que está ganhando

  1. Amo seus posts! Também sou doceira, quando quiser receitas e dicas novas é só falar. Bjs!

  2. Chris Mayr Correa

    Ameiii ! Sabe q tenho dois biscoitos q vieram na mala ! vc viciou minha filhaaaa ! ta enlouquecida por mais ! Cumadi já tamo morrendo de saudades ! bjs Bella e Chris

  3. vivi

    perfeito!!! ce deixou saudades no blog, welcome!!

  4. Eu, que comi os snickerdoodles, sou uma prova viva que eles estavam deliciosos. Aceita encomenda? Tiaângela o.O

  5. Katia

    Amei o post super divertido. Amei colocá-la novamente na lista dos favoritos. Dá certo deixar crianças na cozinha, a Martina cresceu nela ( ela só NÃO chorava quando via alguém cozinhando) e hj ela AMA cozinha. Aliás vou fazer amanhã esta receita( Ruy já está comemorando). Bjs

  6. Christa Mayr

    Meu coração se divide entre essas duas netinhas lindas e os cookies que tive a honra de provar. Tanto netas quanto cookies : deliciosas.
    bjos. Omi.

  7. Glau

    Marina, amei que vc deixou recado lá no Quitandoca. Fazia muito tempo que não vinha te visitar e sempre gostei das suas histórias. Pra vc ter uma ideia não te visito desde que vc morava em Ny.

    Aqueles pés fofos fui eu quem fiz. Delícia, né? Vendo vc com sua priminha no colo, estes dias fiz risoto com a Thaís grudada no peito. Meu marido nem pode sonhar no q eu fiz. Uma mão segurando a baby e a outra cozinhando.

    Bjos pra vc, glau

  8. Pingback: Bolo de Abóbora com Maple Syrup | Confissões de uma Doceira Amadora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s