Arquivo da categoria: dicas

o Natal vem vindo! vem vindo o natal!

large-3

Menos de três semanas pro dia mais legal do ano! Depois do meu aniversário, é claro!

Então já está na hora de começar a pensar em decorações de Natal. Não vou nem falar em “começar” a pensar em comida de natal, porque se você for como eu, já está pensando nisso faz muuuuito tempo! Mas que tal decorar seu natal COM COMIDA?! Sim, se prepare!

O gingerbread é um biscoito milagroso. Sim, ele é uma delícia, cheio de temperos e perfeito pra comer com chá! Mas o mais legal é que ele é basicamente o Lego dos biscoitos, você pode construir o que quiser com ele!

Assista o vídeo pra ver como se faz, e logo em seguida vem os ingredientes!

Ingredientes:

200g manteiga sem sal

220g açúcar mascavo

2 ovos

450g de melado

540g de farinha de trigo

1 1/2 c de chá de fermento

4 c de chá de gengibre em pó

4 c de chá de canela em pó

1 1/2 c de chá de cravo em pó

1 c chá de pimenta preta em pó

(como fazer está no vídeo!)

O template da casinha está no site da Rainha Martha Stewart: aqui!

Ou você pode fazer como eu e arriscar fazer a própria casinha! Vocês sabem que eu gosto de viver perigosamente.

Semana vou ensinar a decorar eles de um jeito fácil, mas que vai ficar uma gracinha!

Enquanto isso, fiquem com algumas inspirações pra tentar em casa!

IMG_5053e gingerbread IMG_4961eclarge-2

Anúncios

Deixe um comentário

por | 5 de dezembro de 2013 · 9:49

Viagem com Açúcar

photo

O blog anda com tanta novidade quem nem eu tô me aguentando!

Eu viajo muito. Isso acho que todo mundo sabe. Tanto que desde que eu voltei da Itália, todo mundo que me encontra pergunta: e aí? Qual o próximo destino? E então eu respondo, não, não… Vou ficar pelo Brasil mesmo. Depois disso ou a pessoa dá um pouco de risada ou me olha com a cara mais incrédula do mundo.

Quando, alguém me diz, quando que eu gerei essa fama de que eu sou incapaz de ficar no Brasil?! Foi quando eu fui morar em NY?! Ou quando eu fui morar em Roma? Ou… quando eu fui visitar meia dúzia de países no último ano…

Tá, acho que vou ficar quieta e aceitar minha fama.

Mas o caso é que eu viajo bastante. E que quando eu viajo eu faço turismo gastrônomico. Isso quer dizer que quando eu estava em Paris, deixei vários museus e igrejas sem visitar, mas que conseguia tempo para o almoço, a sobremesa, a segunda sobremesa… Eu era quase um hobbit. (We’ve had one, yes. What about second breakfast?) Sendo assim eu tenho muitas dicas pra dar, e que são requisitadas sempre que alguém que conheço está indo viajar. E é de Paris mesmo que vem a primeira dica!

Ahhhh, Paris. Sempre gostei dela. Desde que tinha seis anos e fui pra lá pela primeira vez. Lembro de chegar no Louvre, olhar para o tamanho daquele museu… e me jogar no chão. Como eles esperavam que minhas perninhas, que aliás nunca cresceram muito mais do tamanho que tinham, conseguissem andar tudo aquilo?! Eles estavam loucos?! Bom, devo dizer que nessa última vez que eu fui o foco foi beeeeeem mais direcionado pra comida do que para artes. Oops.

Então vai aí a dica de não só a melhor refeição que eu fiz na viagem, mas a melhor refeição que eu fiz na minha vida. Eu disse, NA MINHA VIDA! O restaurante se chama Comptoir de la Gastronomie, que deve ser francês pra “Eu já posso morrer feliz”. Lá eu comi um ravioli com trufas e fois grois feito por eles mesmo. Tudo isso numa banheira de creme, servido com o melhor pão que suas papilas gustativas vão ter a chance de provar.

IMG_6736

Agora, por favor, eu preciso de um minuto. Estou salivando tanto que não é um ambiente seguro para o meu computador.

Voltando. Pratão, né? Um super almoço né! Ainda mais somando pão e vinho… Mas não, eu não comi só isso. Eu avisei que eu sou um hobbit. Estava na hora do segundo almoço! Um steak tartare, com uma montanha de batatas fritas pra acompanhar!

Tinha uma salada junto, mas quem nós queremos enganar?

IMG_6738

E agora o aviso de que estou leiloando um rim em boas condições pra comprar uma passagem pra Paris e repetir este almoço. Interessados, favor entrar em contato. Foi um almoço tão, mas tão bom que fui duas vezes numa viagem de 5 dias. Que viraram 6. Mas isso é uma história pra outro dia.

Agora é hora da sobremesa! Assistam o vídeo e me vejam desvirtuando uma receita francesa e transformando numa coisa mais brasileira!

Ingredientes:
100g chocolate meio amargo
80g manteiga
115g farinha de trigo
115g açúcar
2 ovos
3 gemas
180ml leite
chocolate branco pra decorar

Vai lá assinar o canal, vai?

5 Comentários

por | 4 de outubro de 2013 · 16:16

Livros com Açúcar – Mastering the Art of French Cooking

DSC_0670

Quando comecei esse blog, fazia poucos meses que o filme Julie e Julia tinha sido lançado. Como era de se esperar recebi alguns comentários de ‘Uau, igual no filme!’. Pra falar a verdade uma coisa não teve nada a ver com a outra, o começo do blog foi mais ao acaso que inspirado em alguém.

Mas quanto mais a minha vida na cozinha foi passando, mais e mais eu fui me identificando com a Rainha Child. Uma mulher que acredita que qualquer um pode cozinhar, que os erros na cozinha nunca aconteceram se ninguém ver. É quase como ela transformasse o famoso “se uma árvore cai na floresta e ninguém escuta, ela faz barulho?” em “se a omelete se espatifa quando você tenta virar ela na cozinha, alguém vai saber quando você servir ovos mexidos na mesa?”.

Como essa mulher é quase minha irmã de alma, nada mais justo que o primeiro post do Livros com Açúcar fosse dela! Esse livro aí foi comprado numa das minhas lojas preferidas de NY, a Alabaster Bookshop, uma minúscula livraria de livros usados. Daquelas que tem tudo, desde primeiras edições assinadas pelos autores a cópias de Crepúsculo sendo doadas do lado de fora. E que isso é o que você encontra dentro dela não atrapalha também.

IMG_1385

E foi lá que eu encontrei essa belezura! Já teria sido o suficiente que era um livro que eu sempre quis, com cara de antigo e que custava só 10 dólares! Mas não, ele é muito mais que isso. Uma coisa que eu descobri muito recentemente é que ele é a SEGUNDA EDIÇÃO! Sim, e eu paguei 10 dólares. Choquem.

DSC_0675

Mas as coisas legais desse livro não param aí! Ele veio com pedacinhos da pessoa que tinha ele antes! Como assim? Dentro das páginas vieram guardadas receitas xerocadas e com anotações, e também jornais antigos com recortes de receitas.

PicMonkey Collage

Sou só eu que acho essas coisas antigas mega românticas? Fico imaginando essa mulher, vestindo seu avental, de pé na sua cozinha aprendendo com a Julia. E cá estou eu, quase 55 anos depois fazendo a mesma coisa. Como não ver a beleza disso??

Então vamos dar as mãos e fazer um passeio romântico no tempo e na cozinha com a Julia, e aprender a fazer o Mousse de Chocolate! E pela primeira vez no blog, em vídeo!

Vejam como fazer e ainda aproveitem minha maravilhosa imitação da Julia!

E sabem, aquele esquema de sempre! Se gostar do vídeo, entra lá no youtube, dá um like, assina o canal, manda pra todas as mulheres da família e pros homens seletos que se aventuram na cozinha. Sabe, quase nada!

Os Ingredientes seguem abaixo!

170g de chocolate meio amargo
170g de manteiga
170g de açúcar
4 ovos (claras e gemas separadas)
2oz ou 60ml café
uma pitada de sal
1/2oz ou 15ml de Rum

5 Comentários

por | 23 de setembro de 2013 · 15:27

livros com açúcar

Imagem

Outro dia estava arrumando meu quarto e… Tá. Vou parar aqui porque consigo ver minha mãe lendo isso lá da sala e gritando “MENTIRA!!!”. Não, eu não estava arrumando meu quarto. Isso acontece só quando o cometa Halley passa. Reformulando. Outro dia eu estava no meu quarto e comecei a reparar quantos livros de receita eu tenho.

Em português, inglês, francês, italiano, novos, velhos, clássicos. O sabor que você quiser, tem. Mas me toquei que muitos deles nunca tinha parado pra realmente ver todas as receitas, quem dirá testar elas! Então resolvi mergulhar neles e compartilhar também!

Começando essa semana, vamos ter sempre uma resenha de um livro de receitas e uma receita tirada desse livro! Três vivas pra motivos para fazer testes! Vai ser uma série de posts como o Cinema com Açúcar, que junta filmes e receitas!

Mas enquanto isso, mantendo o tema de aproveitar livros, vou fazer propaganda da minha mami. Minha mãe é o máximo, e esse é o básico que você precisa saber dela. Ela, além de ter o blog ArteAmiga super atualizado e ainda melhor escrito, faz parte de uma iniciativa brilhante: a Freguesia do Livro.

Captura de Tela 2013-09-09 às 12.20.57

A Freguesia pega aqueles livros que estão parados na sua prateleira e dá um novo destino, uma nova casa, um novo leitor.

Vai, você está em casa? Olhe em volta. Aposto que tem vários livros a sua volta que você leu faz tempo e realisticamente nunca mais vai voltar a ler. A Freguesia pega esses pobres livros-transformados-em-decoração e monta pontos de leitura nos lugares mais inusitados. É um jeito maravilhoso de incentivar a leitura!

Entre no Blog e veja como colaborar!

Enquanto isso, conte aqui! Você tem um livro de receitas preferido?

3 Comentários

por | 9 de setembro de 2013 · 12:38

O tempo voa…

O tempo voa. É uma das frases mais batidas, mais faladas, mas mesmo assim é sempre cheia de significado. O significado aparece quando você abre o próprio blog e vê que fazem dois meses que não posta nada. Oi? Como assim? Semana passada eu cheguei em NY e estava postando! Mas peraí… quando eu cheguei aqui mesmo? Três meses atrás!!! Sim, o tempo voa, e em NY mais ainda! Todo mundo sabe que é a cidade que nunca dorme, mas também é a cidade que te mantêm acordado, fazendo coisas, conhecendo partes novas.

Bom, isso pra falar que, obviamente, muita coisa aconteceu nesses dois meses. E depois de tanto tempo sem postar, até pensei em desistir. Mas não só eu tenho uma mãe que me passa o recado de muitas pessoas no Brasil me perguntando o que aconteceu, mas também a quantidade de comentários que eu recebi de pessoas pedindo pra voltar, que eu não resisti! É fato vastamente conhecido que sou suscetível à elogios.

Mas voltar é difícil! O que contar? Bom, prometo tentar contar o máximo possível, mesmo que não seja em ordem cronológica…

Neste meio tempo, aprendi a fazer soufles que crescem absurdamente!

Aprendi depois de muito tempo e muita frustração a fazer conchas de decoração. Sério. Foi a coisa mais frustrante que eu tive que fazer nestes três meses de curso. Quase chorei quando eu finalmente consegui e está aí a prova! (De que eu consegui, não de que eu chorei. Isso seria humiliante.)

Aprendi a maneira certa de se cortar frutas. Nada tão difícil quanto fazer conchas. Menos emocionante também. Quer dizer, neste dia um dos alunos cortou o dedão fora e outra cortou a palma da mão. Resultado: dois alunos a menos na sala!

E com o este magnífico conhecimento conseguimos fazer coisas bonitas como essa:

Fui voluntária no StarChefs, que reúne todos os melhores chefs de Pastry dos EUA. Estava no meio do palco, ajudando os chefs na competição!

Conheci e (pasmem!) falei com dois dos chefs que eu mais gosto! Primeiro, o Zack! Quem viu Top Chef Just Desserts, ele era o fanático por glitter comestível, ou como ele chamava, disco dust! E também o lindo do Johnny Iuzzini. Oi, quer casar e ter filhos? Seu lindo!

O que mais… Minha avó da Itália veio me visitar! Oi, Nonna!

Fui colher maçãs em Connecticut com meus amigos… Esses americanos. Você vai num lugar e tem que pagar pra trabalhar… Vai entender!

Pegamos as maçãs e transformamos numa Tarte Tatin! Na verdade inventei uma receita e falei que era. Sim, eu menti. Lidem.

Aceitei uma nova filosofia de vida agora que tenho que arrumar a casa. Uma casa perfeitamente arrumada é  sinal de uma vida mal gasta. I HEAR YOU, DARLING!

E então comecei a me preparar, porque papai estava vindo me visitar!

E assim lá estava ele! Papi, pra passar alguns dias comigo!

E com ele, inexplicavelmente em pleno Outubro, veio a neve!

E claro que com ele, veio também as idas aos melhores restaurantes! Como nosso brunch no Balthazar, pra comer os melhores Ovos Benedict com salmão das nossas vidas!

Voltando às aulas! Arrasei no meu croquembouche!

E também nas minhas barquettes!

Ganhei o melhor presente dos últimos tempos da minha tia! Uma Kitchen Aid e Empire Red ainda por cima! Ai, como eu amo ela… Valeu tia Vivi!

Comecei a aprender a fazer pães e me surpreendi o quanto eu gosto disto!

Minhas amigas chegaram e fomos no show da Katy Perry, onde tudo cheirava a algodão doce!

E elas foram sortudas o suficiente de estarem aqui no dia em que fizemos croissants!

Claro que muitos dias estudando e saindo levam a pessoa a fazer certas coisas…

Well, a gente se diverte! Então era Thanksgiving e lá fui eu pra Connecticut, reencontrar minha host family 7 anos depois do meu intercâmbio! Fora o choque de ver as “crianças”, foi um feriado cheio de comida e, é claro, compras, já que era black friday! Passei na escola e reconheci muito do que eu conhecia enquanto estudava lá, e achei até fotos minhas! Consegue me achar?

E por último, para acabar esse post gigante, passei na sala onde, com 16 anos, tive minhas primeiras aulas de Baking & Pastry! E estava lá, tudo igual! Quem sabe foi lá onde tudo começou…

26 Comentários

Arquivado em aulas na cozinha, aventuras culinárias, dicas, doce vida, ICE, NYC

Lady M

Hoje é feriado por aqui, então aproveitei meu dia de folga e vim para o museu! Claro que alguém pode argumentar que isso é um jeito elaborado de fugir de ter que fazer faxina e lavar roupa, mas negarei até o final! É pela cultura e pronto!

20110928-171326.jpg

Depois de quatro horas dentro do Metropolitan Museum of Art, só consegui passar por um quarto das exibições. Não que isso seja um problema, vou adorar uma desculpa pra voltar por aqui. Morando no Chelsea, minha vida acontece mais no Downtown mesmo, e raramente me aventuro pelas terras de Gossip Girl. Mas já estando por aqui, resolvi experimentar alguma confeitaria diferente. Com uma ajudinha do Yelp ( que é tudo! Explicarei mais outro dia), achei o Lady M!

20110928-171947.jpg

A fachada toda de vidro, só com o nome escrito, e já diz muito sobre o que você vai encontrar aqui dentro. Tudo bem clean, bolos lindos e gente linda ainda! E claro que estando na mesma quadra que Missoni, Betsy Johnson e Louboutin você pode esperar preços bem de Upper East Side. Ou seja, 14 dólares por um pedaço de bolo e um suco.

20110928-172617.jpg

O lugar é conhecido pelos bolos maravilhosos, como o de chocolate sem farinha e o bolo de Mousse de chá verde. Mas peguei o que é marca registrada deles, o Lady M Mille Crêpes! Gente, e devo dizer que tá valendo o preço! São varias panquecas finíssimas, recheadas com um creme levíssimo de baunilha e com uma cobertura caramelizada! É quase um creme brulee em forma de bolo!

20110928-173049.jpg

Uma delícia! Claro que é caro, e que se não fosse o meu almoço às 5 horas da tarde, não pagaria nunca. Mas se você quer uma experiência bem Gossip Girl e se paparicar um pouquinho, é uma ótima pedida!

Fica quase na esquina da 78th Street com a Madison.

14 Comentários

Arquivado em comendo por aí, dicas, NYC, Viagem com Açúcar

Bubby’s + Onze de Setembro em NY

Não faz muito tempo que estou aqui e já parece que faz muito tempo que eu não posto! Mas com aulas de manhã e uma mãe e uma tia que querem conhecer NY inteira em 10 dias a tarde, as coisas tendem a ficar um pouco atarefadas… Mas estou amando as aulas, e conhecer a cidade, então tudo bem! Como vocês podem imaginar, estamos comendo muito também! Então já estou pronta pra começar a dar dicas!

20110913-080338.jpg

Como o mundo inteiro sabe, domingo fizeram 10 anos desde o ataque de onze de Setembro. E devo dizer que foi uma experiência passar por isso aqui, onde tudo aconteceu. Por todo lado você via lembretes do que aconteceu, como no Rockefeller Center, que tirou todas as bandeiras dos países ao redor do mundo e substituiu por bandeiras americanas.

20110913-080413.jpg

Nas vitrines e nos quadros negros que ficam fora dos restaurantes, todos tinham uma imagem ou mensagem em homenagem à aqueles que morreram e suas famílias. E por todo lado ainda tinha um pouco de medo. Sempre que passava um caminhão dos bombeiros ou da policia, que aqui é tão comum, você via uma reação diferente das pessoas… Por isso recebemos ordem de ficar bem quietinhas em casa. Então, o que fizemos? Fomos parar a algumas quadras do Ground Zero! Só porque somos rebeldes! Uma experiência que eu estava louca pra ter um NY era o do brunch de domingo! Então escolhi o Bubby’s!

20110913-200253.jpg

Tem duas localizações, no Tribeca e no Brooklyn. O primeiro era mais perto, tanto de casa quanto do Ground Zero, então… O lugar é lindo, cheio de janelas e detalhes charmosinhos. Super aconchegante e com um staff bem atencioso! Aliás, foi o primeiro que nos avisou que as porções eram grandes! Então pedimos dois especiais de brunch e ta-dá!

20110913-201444.jpg

Devo dizer que foram as melhores panquecas que eu já comi na vida! Maravilhosas! E comum maple syrup orgânico também que era inacreditável! Em três tentamos comer os dois pratos inteiros e não conseguimos! Ainda queríamos experimentar as tortas e bolos pelas quais eles são conhecidos, mas isso vai ter que ficar pra próxima…

20110913-201944.jpg

Fica então a primeira dica! Bubby’s é um ótimo brunch, mas tome cuidado, pois dizem que lota muito na maioria dos finais de semana e não aceitam reservas! Mas mesmo que tenha algum tempo de espera, vale a pena! É o verdadeiro café da manhã americano!

2 Comentários

Arquivado em comendo por aí, dicas, NYC, Viagem com Açúcar