Arquivo da tag: amendoas

In Natura

Cheguei! Depois de 40hs de viagem, nas quais tudo que podia dar errado aconteceu… Mas não importa! Aqui estamos e, como vocês podem ver pela foto, mais felizes impossíveis!

Agora, acho que eu posso ter ofendido o poder da internet dizendo que quem sabe não conseguiria postar daqui, porque tem internet por tudo! Na verdade nos restaurantes, então quando paramos pra comer, checamos como vai o mundo real. Agora estou no Café del Mar, que fica acima de Vromolithos, a praia atrás de mim, onde ficam todos esses barcos. Tomando um suco de laranja, e considerando pedir um mojito, vou escrevendo…

Como sempre, desde que cheguei aqui, as pessoas dizem que eu tenho muita cara de grega. E tenho mesmo. Vendo as pessoas daqui, dá pra ver bem as semelhanças. E é engraçado porque isso te dá uma sensação de casa!

Fora eu, muito mais coisas estão em casa por aqui. Tudo está ali, fresco e pronto para comer. Que tal, por exemplo, essa árvore de amêndoas na varanda de casa?

Já estou colhendo as maduras para fazer uma torta!

No caminho para praia também tem várias delícias. Como alcaparras que literalmente cascatam até a rua.

E os figos, que ainda não estão bem no ponto, mas quando estiverem, deixam um cheiro de mel do ar que é inacreditável…

É claro que isso sem falar dos frutos do mar! Estando numa ilha, eles são o ponto forte! Outro dia pedi um peixe no restaurante, e me chamaram pra ir escolher. É normal você ver alguém sair do mar segurando um polvo que acabou de pescar! E que logo, logo vai pra grelha. E o fator de quanto a comida é fresca… da outro gosto! Tudo fica melhor. Aí vai uma foto da salada grega (da minha mãe é claro, eu estava nos frutos do mar) que veio com um pimentão em forma de coração! É muito amor mesmo!

4 Comentários

Arquivado em comendo por aí, doce vida, Viagem com Açúcar

Noite italiana – Parte I

Para quem não sabe, muito antes de eu nascer, Mãe importou um marido lá dá Itália. O que faz de mim metade italiana. Então, honrando as origens, fiz duas receitas com uma inspiração italiana numa mesma noite. Só faltou a tarantella!

As receitas escolhidas foram Cantucci e Cupcake de Nutella.

Primeiro vamos ao cantucci. Pra quem não sabe, é a mesma coisa que biscotti. Pra quem não faz a mínima ideia do que eu estou falando, é um biscoito bem durinho, ótimo pra acompanhar café, e geralmente tem amêndoas. Minha tia conhece um lugar em Roma que vende eles em sacos tão grandes que parecem sacos de lixo, e acredite, você acaba comendo tudo!

A massa é incrivelmente fácil de fazer, e rápida também. Fica um dourado lindo, esperando as amêndoas.

massa

Agora, um minutinho de pausa para agradecer a mulher da loja que me deu amêndoas salgadas, quando eu especificamente pedi sem sal. E um “parabéns” pra mim, que não experimentou antes de colocar na massa.

Depois disso formei dois “pãezinhos” e foi direto pro forno.

Depois de algum tempinho no forno, eles saíram douradinhos! E muito maiores do que entraram.

saídos do forno

É engraçado como tem algumas coisa em receitas que não tem muita explicação, como por exemplo, essa dizia para cortar a massa diagonalmente. Bom, quem sou eu pra contradizer, cortei diagonalmente!

seguindo instruções

Agora o truque para o cantucci ficar naquela consistência bem durinha, que é tão característica dele. Assar de novo!

segunda vez

Confesso que as amêndoas salgadas ficaram um pouco estranhas, era um sustinho cada vez que você morde um pedaço e acha elas! Mas pelo menos assim fica emocionante, não?

Em breve conto sobre os cupcakes de Nutella!

1 comentário

Arquivado em aventuras culinárias, doce universo