Arquivo da tag: cake pop

Cinema com Açúcar – 127 Horas + Nozes Crocantes

Bom, antes de começar, sim, este é o filme que o cara corta o próprio braço fora. Mas tendo dito isso, esperem! Não tem nada a ver com Jogos Mortais, nem nada parecido.

O filme conta a história real de Aron Ralston, um aventureiro que certa manhã parte para descobrir mais um canyon. Tudo seria como de costume, mas durante uma descida, dentro de um pequeno desfiladeiro, uma rocha enorme cai em cima de seu braço, deixando ele preso. Já seria ruim o suficiente, mas fica pior. Ele está sozinho. Calma, a desgraça não acabou. Ele não contou para ninguém para onde ia.

Após a queda da pedra, Aron faz um inventário de tudo que tem em sua mochila, e o que vai ajudá-lo a sobreviver. Conta com pouca água, menos ainda de comida. Alguns equipamentos de escalada e um canivete sem fio. E é claro, uma pequena filmadora e uma câmera fotográfica. A filmadora acaba se tornando o espectador, pois é através dela que ele explica sua situação, sua evoluçãou, ou falta dela, para tirar a pedra e sair dali.

É o tipo de filme estranho de se assistir, porque você já sabe o que vai acontecer, você sabe que medidas drásticas que ele deverá tomar pra sair daquele lugar.  Corria o risco de o espectador passar o filme inteiro apenas esperando o momento, mas não é o que acontece. Devemos tomar um momento e parabenizar o diretor Danny Boyle, ele conseguiu dar o suficiente da história de Aron e uma quantidade de verdade, que você passa o filme torcendo por ele, sofrendo junto e por último, seguindo junto com ele até o último recurso.

James Franco está provando que merece a indicação ao Oscar. Ele passa do aventureiro independente, que não precisa de ninguém, para alguém em choque ao ver o estado que se encontra. De alguém delirando de dor, falta de água e comida para alguém que aceita sua sentença de morte. E é claro, por fim, alguém que percebe o quanto quer viver e a que medidas está disposto a tomar para conseguir sua vida de volta. É uma história inacreditável, e é verdade.

Algumas curiosidades: A câmera usada nas filmagens é a verdadeira que foi usada pelo Aron Ralston no canyon. As mensagens que ele gravou durante seu tempo preso haviam sido apenas vistas por sua família e amigos próximos e guardadas em um cofre. Danny Boyle e James Franco receberam autorização de assistir para que o filme fosse o mais fiel possível. Aron falou que o resultado foi o mais perto de um documentário sem deixar de ser um drama.

A cena do braço foi feita apenas uma vez, num take de 20 minutos. Não foi repetida porque Boyle disse que conseguiu o que queria naquela primeira vez. E também porque só havia uma prótese do braço.

Para conseguir retirar o braço de Aron de debaixo da pedra, foram necessários 13 homens, um guincho e um macaco hidráulico.

Finalizando, recomendo prestarem atenção na ótima trilha sonora e na mensagem do final.

Bom, depois de um filme complicado vamos a uma receita fácil!

Nozes Crocantes

Ingredientes

200g de nozes picadas

5 colheres de sopa de açúcar

1/2 colher de sopa de manteiga

Uau, só isso!

Coloque tudo numa frigideira e coloque eu fogo bem baixo.

Mexendo de vez em quando, o açúcar e a manteiga vai derreter e começar a caramelizar as nozes. Demora mais ou menos uns 15 minutos, mas fique de olho porque pode queimar de uma hora para outra!

Quando chegar a um tom dourado, e tudo já tiver derretido e caramelizado, tire do fogo. Espere esfriar. Elas vão formar um disco duro. Daí é só quebrar com as mãos.

Você pode fazer isso pessoalmente. Eu não fiz. Essas mãos não me pertencem, são da minha mãe. Sabe como é, eu tinha coisas pra fazer e não queria melecar minhas mãos. Afinal, não é pra isso que mães servem? Não?! Sério?! Vou ter que rever conceitos…

Depois disso, você pode guardar num potinho e usar para incrementar sobremesas. Sorvetes, frutas, bolos… O que quiser! Eles duram um bom tempo num compartimento fechado. Eu usei em cake pops! Ficaram rústicos e uma delícia!

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em aventuras culinárias, Cinema com Açúcar, dicas, passo a passo, receita

Cinema com Açúcar – O Discurso do Rei + Waffles

o discurso do rei

Passamos para o quarto filme do Oscar, o Discurso do Rei. E para acompanhar ele, uma comidinha com cara de Ingraterra: Waffles!

Fui assistir ontem e posso dizer que é um dos meus preferidos até agora. Quem sabe não necessariamente o preferido pra ganhar o Oscar, mas pessoalmente. Eu amo esses filmes de superação pessoal, onde a pessoa sai do nada e consegue alcançar o seu sonho com muita determinação e coragem.

Bem, nesse caso a pessoa em questão não sai exatamente do nada. Afinal, o personagem principal é um príncipe inglês, que futuramente se torna rei da Inglaterra. Isso, juro, não é spoiler, é história!

fear

Mas essa ascensão ao trono é tornada muito mais difícil porque Bertie, o futuro Rei George VI, tem uma gagueira muito forte. E isso, na época em que a família Real se comunicava com o povo através do rádio, se torna um problema. Elizabeth, mulher de Bertie, e a Rainha Mãe que até pouco estava viva, contrata Lionel Logue, um profissional com métodos, digamos, pouco ortodoxos.

Lionel

A história já é impressionante por si só, mas são as interpretações que fazem esse filme se tornar essa delícia de se ver. Começamos com a Helena Bohan Carter, que se distanciou um pouco do marido Tim Burton para fazer um papel “não-louca”, e ela deveria fazer isso mais vezes! Ela faz uma rainha super carismática e com um humor típico inglês que dá leveza à situação em que vive. Geoffrey Rush faz o fonoaudiólogo que ajuda o Rei, não só com a fala, mas com a confiança. Eu adoro esse ator e nesse filme ele está realmente perfeito.

Agora, sobre o Colin Firth é até difícil comentar. Ele está simplesmente impressionante. Ele interpreta uma gagueira que, segundo minha mãe fonoaudióloga, é a mais difícil de todas de se fazer. Ele praticamente sufoca em suas palavras, te passando toda a sensação de nervosismo e impotência que o personagem sente. Não quero falar muito antes de ver todos, mas se ele ganhar o Oscar é mais do que merecido!

terapia

A Direção de Arte também está ótima, com menção honrosa para a parede que aparece na foto acima e para a caracterização da época. É também muito interessante reparar em alguns planos diferentes escolhidos pelo diretor Tom Hooper, com o respiro para o lado “errado”, que causa um pouco de estranheza, mas combina perfeitamente.

Para fãs de Harry Potter: Tem 3 personagens do filme que também estão na saga. Veja se você consegue reconhecer todos!

Agora, vamos para a receita!

Waffles

Bom, esta infelizmente é uma daquela receitas, como o Twix Caseiro, que você precisa de equipamento específico. E graças ao meu pai, nós agora temos! Esse final de semana ele chegou em casa com essa belezura:

the machine!

Ingredientes

2 xícaras de farinha de trigo

2 colheres de sopa de açúcar

1 colher de sopa de fermento

pt de sal

1 3/4 xícaras de leite desnatado

6 colher de manteiga derretida

2 ovos

Coloque tudo numa tigela e misture com a ajuda de um feut. Ou um whisk. Existe uma palavra em português para isso?

Mas continuando. Espere a forminha esquentar e coloque aproximadamente meia xícara de massa nessa. Ajude a espalhar com uma espátula ou um pão duro que seja resistente ao calor.

É só fechar a tampa, esperar menos de um minuto e tá-dá! Waffles prontas!

Depois disso é só colocar o que você mais gosta. Nós fizemos com Manteiga e Açúcar Cristal, Maple Syrup e com Geléia de Morango! Os três ficaram maravilhosos, mas o Maple Syrup nasceu para casar com waffles, e ninguém pode separar os dois! Quer dizer, as panquecas podem…. E devem!

E assim como o Cake Pop, divirta-se! Passe o que quiser, manteiga de amendoim, doce de leite, calda de chocolate, leite condensado… sim, só coisas light! Mas se você insistir, é claro que você pode fazer com frutas frescas, como morangos picados. Mas vamos combinar, alguém vai ter que fazer e passar Nutella! Oh god… Me mandem uma foto! Grata!

5 Comentários

Arquivado em aventuras culinárias, Cinema com Açúcar, dicas, passo a passo, receita

Cinema com Açúcar – Toy Story + Cake Pops

the toys are back in town!

Ah, como essa indicação me deixa feliz! Quando o primeiro da série saiu eu tinha 7 anos e mesmo assim me lembro da sensação de assistir no cinema. E esta é uma das trilogias raras, na qual todos os filmes são ótimos e se superam.

Neste filme, Andy, o dono dos brinquedos, cresceu e está indo para a faculdade. Mas antes disso tem que dar um destino para seus antigos brinquedos. E eles, os brinquedos, morrendo de saudade das brincadeiras dos meninos, morrem de medo do que pode acontecer. Conseguindo escapar do temido sótão, eles acabam indo parar na Creche Sunnyside.

recém chegados

É lugar que à primeira vista parece perfeito para os brinquedos: as crianças sempre querem brincar com eles e nunca vão perder o interesse. Mas nem tudo é perfeito assim, quando eles descobrem os vilões da creche.

o-oh!

Toy Story é o tipo de filme que começa meio morno, parece que vai ser só mais um na série. Mas ao decorrer do filme é impressionante porque você se apaixona de novo pelos personagens e se sente como o Andy e como se eles fossem seus próprios brinquedos.

toys

Como toda animação feita hoje em dia, parece agradar até mais os adultos do que as crianças. Mas está faz isso de um jeito especial. Ela te lembra o amor que você tinha pelos seus brinquedos, e como se separar deles é dolorido. E acredite, você vai chegar em casa morrendo de vontade de tirar aqueles últimos remanescentes do armário e brincar com eles!

Como é um filme que agrada gregos e troianos, ou melhor, adultos e crianças, a receita vai ser uma que também agrada os dois públicos: Cake Pops!

Cake Pop

Cake Pops são os novos queridinhos das cozinha internáuticas mundiais, e acredite, são a super simples de fazer! Ainda mais porque nós vamos dar uma de americanos e usar “atalhos”. E por “atalhos” eu quero dizer coisas prontas.

Estão chocados? Porque por coisas prontas eu estou querendo dizer bolo de caixinha e brigadeiro de latinha!!! Sim, acredite. Mas sabe como é, uma receita americana, faremos como os americanos!

Começamos pelo bolo. Sim, você pode fazer seu bolo preferido de chocolate, ou de baunilha. Eu, como boa pessoa obediente que sou, fiz de caixinha.

Depois de assado, o bolo precisa esfriar completamente para continuar. Como você pode ter reparado, devido às coisas prontas, eu estava num dia meio impaciente. Então levei o bolo comigo para o meu quarto e liguei o ar condicionado no máximo. 15 minutos depois, estava frio! Então é a hora de desmanchar o bolo. E a partir de agora é mão na massa! Literalmente!

Quebre o bolo inteiro, deixando uma farofa. Depois é só jogar o brigadeiro. Para um bolo, uma lata é suficiente. Amasse tudo com as mãos até que o bolo inteiro esteja úmido. E mande um pouco pra geladeira. Assim vai ser mais fácil de fazer as bolinhas.

Você vai acabar com um exército de bolinhas. Está receita deve dar um pouco menos de 30. Coloque numa forma e derreta um pouco de chocolate. Pegue seus palitinhos, mergulhe no chocolate e enfie nas bolinhas. Parece inútil, mas esse chocolate vai agir como uma cola entre o bolo e o palito. Você vai me agradecer na hora de comer, acredite. Coloque eles na geladeira por várias horas ou, se você estiver num dia impaciente como eu, coloque no freezer por 40 minutos.

Derreta uns 500gs de chocolate meio amargo, ou o que você preferir, e coloque numa tigela não muito grande, para ficar mais fácil de mergulhar os bolinhos. Depois de totalmente cobertos por chocolate, dê batidinhas de leve como palito na tigela para que saia o excesso. Passe ele nos confeitos que quiser, eu usei mini chocoballs. E o mais legal, se você tiver deixado o bolo no freezer, você vai ver que o chocolate seca em segundos!

E pronto! É uma delícia, e totalmente adaptável! Você não gosta de chocolate meio amargo? Use branco! Não gosta de chocoball? Use Confetti ou açúcares coloridos. Você não gosta de brigadeiro? Vá rapidamente num psicólogo, alguma coisa está errada! Mas daí você pode usar doce de leite, o que quiser! Divirta-se!

Cake Pops!

13 Comentários

Arquivado em aventuras culinárias, Cinema com Açúcar, dicas, passo a passo, receita

Desenhos comestíveis

oh carl, i get you…

Ultimamente tenho estado meio desanimada, e por isso sem muita vontade de postar coisas… Confesso que estou até um pouco rabugenta, e isso me fez lembrar o Carl do filme Up. Pra quem não viu este filme ainda, corra pra casa e assista agora! O filme te faz chorar logo de cara, mas você acaba com um sorriso gigante no rosto. E assim comecei a pensar o quanto desenhos animados fazem parte da minha vida e como eles fazem bem. São duas horas que você viaja em outro mundo, sem ter que pensar em muito, mas sempre sai feliz. Nada mal, não?

Resolvi juntar essas duas coisas que vem me deixando mais feliz ultimamente. Filmes e doces! Muitas pessoas usam como inspiração os personagens que a gente começa a gostar tanto. Vamos ver o resultado.

Começando com o Up.

the adventure is out there!

Cupcakes da casinha carregada por balões. Super fácil de fazer: cupcakes com cobertura de marshmallow e um brigadeiro enrolado em confeitos coloridos.

da Bakerella

O filme inspirou até um pedido de casamento em cupcakes decorados. Cupcakes e muita habilidade na pasta americana!

will you marry me?

esquilo!

Toy Story foi a primeira de uma era de animações e conseguiu a proeza de uma trilogia maravilhosa. O 3 é lindo e todo mundo acaba de emocionando.

you’ve got a friend in me

Alguns cake pops da Bakerella: Senhor Cabeça de Batata e Porquinho.

potato head

Hamm

E os aliens que idolatravam “A Garra”. Super fácil de fazer. Frosting com corante verde, confeitos e um canudo verde!

the claaaaaaww

Agora, o Wall-e. Ah, como não se apaixonar pelo robôzinho mais romântico da galáxia? Filme lindo, pela história e pelo visual, e cheio de lição de moral também.

love

Um Wall-e fesito de doughnuts.

wall-e

Este pode não ser doce, mas é comestível! Pra quem tem filhos, é só fazer ovos cozidos e pintar com caneta para alimentos. Sucesso garantido!

eva

Procurando Nemo foi outro que foi febre, e até hoje é uma delícia de assistir.

nemo

Cupcakes e pasta americana.

fish are friends, not food!

nemo

Além dos filmes, os curtas-metragens são maravilhosos também. Especialmente aqueles da Pixar que passam logo antes do filme começar. Por exemplo o For The Birds, que passou antes do Monstros S.A. Se você ainda não assistiu, pode ver aqui.

birds

E esses passarinhos inspiraram estes cake pops.

cake pops

Nesse Dia das Crianças, aposto que qualquer uma destas opções agradaria muito!

4 Comentários

Arquivado em Cinema com Açúcar, dicas, DIY, doce universo