Arquivo da tag: Grécia

Torre de Babel

Que estou na Grécia, isso todo mundo já sabe. Mas o que vocês não sabem é como é a comunicação por aqui. A confusão começa em casa, onde se fala italiano/grego/português/alemão. Com um pouquinho de cada canto, cada um fala o que sabe e entende o que consegue. É comum ouvir alguém dizendo – Como se fala “x” em “y”? E sempre tem alguém pra dar uma traduzida!

Fora de casa também é confuso. O grego não é fácil não, e eu até agora dominei o por favor, obrigado/ bom dia, boa tarde / quero um suco de laranja. Meu grego chega mais ou menos até aí. Tá bom, tá bom… também sei pedir uma coca. Mas felizmente todos eles, ou a maioria, fala inglês. Mas mesmo assim, às vezes da um desespero quando você chega em algum lugar e o cardápio é assim:

Uia, né!? Mas daí o que os gregos fazem? Nos ajudam e tá-dá! Do outro lado é assim:

E é essa panificadora que nos fornece o café da manhã de cada dia. Passamos lá e voltamos com pães, biscoitos, milopitas (tortas de maçã), tiropitas (tortas de queijo)… Viram? Vocês acabam  de aprender 3 palavras em grego!! Milo = maçã, tiro=queijo, pita=torta!! Sou praticamente uma aula ambulante!

Todas são uma delícia, mas a campeã, pra mim é a tal da Bougatsa, que é uma massa folhada com um recheio de creme… huummm

Mas mesmo assim, o café da manhã preferido pra mim é outro. No caminho da praia tem uma quitanda, e nessa quitanda tem cerejas. Mas não qualquer cereja, mas sim as melhores do mundo! Então compro um pacotão dessas belezuras, e vou caminhando para a praia. E lá fico, deitadinha, comendo minhas frutinhas… Nada mal, né?

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em comendo por aí, doce vida, Viagem com Açúcar

In Natura

Cheguei! Depois de 40hs de viagem, nas quais tudo que podia dar errado aconteceu… Mas não importa! Aqui estamos e, como vocês podem ver pela foto, mais felizes impossíveis!

Agora, acho que eu posso ter ofendido o poder da internet dizendo que quem sabe não conseguiria postar daqui, porque tem internet por tudo! Na verdade nos restaurantes, então quando paramos pra comer, checamos como vai o mundo real. Agora estou no Café del Mar, que fica acima de Vromolithos, a praia atrás de mim, onde ficam todos esses barcos. Tomando um suco de laranja, e considerando pedir um mojito, vou escrevendo…

Como sempre, desde que cheguei aqui, as pessoas dizem que eu tenho muita cara de grega. E tenho mesmo. Vendo as pessoas daqui, dá pra ver bem as semelhanças. E é engraçado porque isso te dá uma sensação de casa!

Fora eu, muito mais coisas estão em casa por aqui. Tudo está ali, fresco e pronto para comer. Que tal, por exemplo, essa árvore de amêndoas na varanda de casa?

Já estou colhendo as maduras para fazer uma torta!

No caminho para praia também tem várias delícias. Como alcaparras que literalmente cascatam até a rua.

E os figos, que ainda não estão bem no ponto, mas quando estiverem, deixam um cheiro de mel do ar que é inacreditável…

É claro que isso sem falar dos frutos do mar! Estando numa ilha, eles são o ponto forte! Outro dia pedi um peixe no restaurante, e me chamaram pra ir escolher. É normal você ver alguém sair do mar segurando um polvo que acabou de pescar! E que logo, logo vai pra grelha. E o fator de quanto a comida é fresca… da outro gosto! Tudo fica melhor. Aí vai uma foto da salada grega (da minha mãe é claro, eu estava nos frutos do mar) que veio com um pimentão em forma de coração! É muito amor mesmo!

4 Comentários

Arquivado em comendo por aí, doce vida, Viagem com Açúcar

Heaven, here we go!

Como já falei algumas vezes no blog, venho de uma família internacional. Um pai italiano, uma avó grega, uma tia quase peruana, primos americanos… Bom, a gente se espalha! E pra falar a verdade, isso pode ser muito ruim. É impossível reunir a família inteira, então você está sempre com saudade de alguém. Mas como tudo na vida sempre tem o lado bom, e nesse caso ele é muito bom: as visitas!

O que me leva às próxima três semanas! Estou nesse momento, indo para a Grécia, passar um tempo com a família. Nossa casa fica numa ilhazinha no meio do nada, chamada Leros, e lá estarei pegando sol, andando por ruazinhas cheias de escadas, vendo o sol se pôr as 22h e comendo suvlakis. Nada mal, né?

Tá bom, não é todo esse glamour. Nós todos estamos muito animados esse ano porque  –  preparem-se  –  temos um chuveiro dentro de casa!!! Sim, que maravilha! Porque antes era assim que a gente tomava banho:

Sim, era isso aí mesmo… Sem falar que ficava no pátio ao lado da cozinha, onde a família inteira fica para conversar. Super privativo. Mas agora somos chiques e poderemos tomar banho dentro de quatro paredes, com um privilégio de privacidade!

Estaremos na casa da família, que – pasmem – não é branca! Não, ela é amarela. Por que? Porque somos rebeldes.

Olha eu e minhas primas na frente da amarelinha, dois anos atrás! Assim fica mais fácil de achar o caminho pra casa. Aquele lá no topo é o castelo da ilha, e tem um caminho atrás da casa que leva até lá. Você só tem que subir alguns milhares de degraus. Coisa que eu faço todo dia de manhã. (cof, cof!)

Mas então é isso! Ainda não sabemos como vai ser a nossa internet por lá, mas tentarei postar e mostrar tudo por aqui! E, é claro, seduzir um grego gato para me ensinar alguns doces típicos da ilha! Torçam por mim!

Au revoir! Ou, como diriam os gregos, αντίο!

PS: Começamos bem! O voo São Paulo – Roma foi atrasado apenas 7hs, o que quer dizer que perderíamos todas as conexões! Sendo assim, mudamos tudo e estamos começando a viagem 12hs depois do esperado, com muito mais parada e uma chegada na ilha um dia depois! Oh my….

8 Comentários

Arquivado em doce vida, Viagem com Açúcar