Arquivo da tag: ICE

The dragon rising

Uma das últimas partes do curso é fazer um chocolate showpiece, ou seja, uma escultura feita de chocolate. Além de uma regra que diz que a peça tem que ser no mínimo 90% de chocolate, não existem muitas outras. Ou seja, hora de deixar a imaginação solta. Como minha parceira é chinesa, decidimos nos inspirar no ano novo chinês e ir com a ideia do dragão! O fato de meu signo chinês ser o dragão não teve nenhuma influência na decisão… Porque todo mundo sabe como eu não sou opinionada…

Bom, vou mostrar todo o processo do desenho à execução! Começamos com um rascunho do que eu tinha na cabeça!

Como o dragão era chinês, tinha algumas diferenças do que a gente conhece. Por exemplo, vocês sabiam que eles não tem asas?! Minha emnte poluída de Senhor dos Anéis, Harry Potter, Eragon e outros demorou muito para aceitar e riscar as asas do desenho… Mas pelo jeito eles vooam (sim, sem asas. Ainda estou confusa.) nos meios das nuvens, então esse era um elemento que também queríamos adicionar! Mas eu sei que vendo este desenho parece difícil de entender, mas vamos por partes!

Começamos com as peças grandes de chocolate! A base, os pés.. Tudo feito de chocolate temperado para garantir a sustentação!

Para fazer a parte de baixo do corpo, usei uma coisa chamada noodle, ou macarrão. Que são pedaços de borracha bem pesada que você molda para fazer a forma que quiser!

Estava na hora do dragão. Depois muito pensar na arquitetura e engenharia (quem disse que chocolate é bolinho?) da coisa, resolvemos ir com uma peça bidimensional mesmo! Desenhei um dragão e cortei em um círculo de chcolate!

Não vou nem comentar o tempo que demorou para cortar esse dragão. Ugh! No final eu já tava leiloando ele, mas pelo menos estava saindo do jeito que eu queria! Estava na hora de começar a “colar” tudo! Que envolve muito “risquinho” e um pouquinho de chocolate! O que me deixou muito nervosa porque tinha certeza que tudo ia cair a qualquer segundo! Mas em alguns minutos, tá-dá!

O dragão se levantou! Gente, não consigo nem explicar como eu não saia do lado desse dragão. O pânico de alguém encostar e ele cair… Credo! Nesse momento ele levou um banho de spray de chocolate, para esconder as imperfeições! Pense nisso como um bronzeado spray para esculturas de chocolate! Depois disso era só adicionar os detalhes: escamas feitas de chocolate ao leite tingido com vermelho e pó dourado e o mais legal, o fogo e as nuvens feitas de isomalte! Pra quem não sabe, isomalte é um açúcar “falso”, que eu simplesmente assei e consegui essa consistência!

E lá estava meu dragão!

Agora vamos ver se tem alguém prestando atenção! Daonde é esse dragão? Teste do dia!

Depois do estresse de montar isso estava igual nosso fogão de indução:

E fica a dica! Me siga no twitter e veja em tempo real o que eu estou fazendo! Não que eu demore muito para colocar as coisas aqui (cof,cof!)… Sigam me os bons —-> TWITTER!

Anúncios

8 Comentários

Arquivado em eu quero!, ICE, NYC, passo a passo

10, 9, 8…

10. Isso, dez. É só isso que falta para acabar meu curso de pastry. 10 aulas. Como? Alguém me diz como passaram 90 aulas? Como já faz 6 meses que estou aqui? Como eu já estou trabalhando? Por que eu sou incapaz de achar um par de meias e estou sempre com elas desparceiradas?

Bom, acho que a resposta pra todas sou eu que tenho. E a da última vai ser pra sempre um mistério… Mas eu sei, e muito bem onde foram parar 90 aulas. Aqui, na minha cabeça. É impressionante parar para pensar como antes disso tudo eu sabia pouco sobre essa tal de cozinha que eu tanto amo! Que eu sempre soube comer, isso não havia dúvidas! Mas uau, como eu aprendi.

Por exemplo, passei de achar que strudel era uma sobremesa gostosa que minha vó fazia, para saber esticar uma massa sobre uma mesa inteira!

E a fazer perfeitos croissants, é claro!

Se tem uma coisa que faz as pessoas me olharem com uma cara estranha, é quando eu conto que não sou fã de pão. Desculpa, não gosto. Sanduíches? Não vejo graça nenhuma. Fazer o que, gosto é gosto e esse é o meu. Mas quando eu ia imaginar que eu ia amar fazer os tão desgostados pães? E ainda levar jeito pra coisa! Foram muitas e muitas baguetes, rolos e todo outro tipo de pão que você pode imaginar!

O mais legal é ver o próprio avanço! Por exemplo, o primeiro bolo que fizemos… que desastre. O maior desafio da vida era segurar aquele bolo de 5 kgs e cobrir com buttercream. O pulso doía, o bolo quase caia e o buttercream ia parar em todo lugar menos no bolo…

Algumas semanas depois deste primeiro bolo, estava na hora da prova prática! E olhe só a diferença! Ângulos retos, topo liso, decoração perfeita e é claro, aquela camada generosa de buttercream que esses americanos tanto gostam. Como diria minha chef, esse bolo merece 100! E foi o que ganhou!

É, o tempo passa, mas com ele vem muita coisa! E cada vez mais eu gosto, cada vez mais fico feliz com a minha escolha!

Logo, logo mostro os últimos passos das minhas aulas! Os últimos 10 passos…

14 Comentários

Arquivado em aulas na cozinha, aventuras culinárias, desastres na cozinha, doce vida, ICE, NYC

Leite, leite, leite! E um pouco de chocolate…

A aula oficialmente começou! Ontem, como a maioria das primeiras aulas, foi só orientação. Ou seja, chatinho. Mas hoje foi de verdade! Começamos com tudo, com uma degustação de laticíneos. Para confeitaria, eles são muito importantes, porque coisas como a quantidade de gordura na sua manteiga pode fazer toda a diferença, de um doce comum, para um extraordinário! Agora, se preparem. Nós não estávamos brincando em serviço. Olha só a quantidade de coisas que experimentamos:

20110922-235829.jpg

Leites, cremes, manteigas, queijos… Veio de leite, a gente comeu! E vou contar pra vocês… Quase desenvolvi uma intolerância a lactose! Claro que a gente só experimentava uma colher de cada, mas mesmo assim… No final das contas eu estava felicíssima que não tinha dado tempo de almoçar!

Seguindo, aprendemos a fazer cornets! O que é isso? São aqueles cones, que você faz apenas enrolando papel manteiga e usa para chocolates, glacês, etc. E eu consegui na primeira tentativa! Yey! Aí estão meus primeiros cornets!

20110923-000324.jpg

E logo, logo eu estava usando eles pra fazer mágica! Ou pelo menos desenhinhos bonitinhos… (ou nem tanto).

20110923-000513.jpg

Depois disso, hora de limpar e ir pra casa! E com lição de casa, é claro! Ou seja, papel manteiga, para fazer o máximo de cornets possível, pra se acostumar, e o chocolate mais delicioso do mundo pra gente treinar em casa!

20110923-000741.jpg

Metades deles eu fiz de olhos fechados, pra me acostumar! Tá bom, na verdade eu estava assistindo o primeiro episódio da nova temporada de Grey’s… Mas não estava olhando pro cornet, então vale, né? Né?

E lá fui eu treinar! O que eu descobri foi isso: linhas retas são mega difíceis! Consigo fazer todos os tipos de minhoquinhas, mas na hora de fazer um quadriculado… Oh, dear… Mas no final consegui treinar bastante!

20110923-001105.jpg

Por hoje é isso! Ainda tenho que ir ler alguns capítulos e memorizar algumas medidas… Afinal, nem tudo é chocolate!

8 Comentários

Arquivado em aulas na cozinha, aventuras culinárias, ICE, NYC, Viagem com Açúcar

Here we go!

É hoje! É agora! Daqui a uma hora estarei na ICE para começar o curso de Pastry & Baking! Estou mega animada, não vejo a hora de entrar naquelas cozinhas que vejo todos os dias a caminho da aula de administração! E com o cheiro que sai delas fica bem difícil de ignorar!

Estarei lá, com meu uniforme, com meu nome, nome da escola…

20110921-111419.jpg

Muito oficial!

Wish me luck!

12 Comentários

Arquivado em aulas na cozinha, doce vida, NYC, Viagem com Açúcar

A vida segundo meu IPhone

Os últimos dias segundo meu IPhone:

1.uma cachorrinha não querendo me deixar ir embora.

2. o pânico de ver que meu voo de 10h e meia não tinha televisões individuais. Que coisa mais retro!

3. um jantar muito gostoso! (para ser comida de avião, é claro!)

4. agora, o café da manhã… Sério, uma banana?

5. Uma fila de imigração gigantesa às 6 e meia da manhã… Mas até celebridade pega fila! Olha quem tava do meu lado na fila: Oi, Guga!

6. Pegando um táxi com TV. Ai, que lindo!

7. E então, lá no fundo, eu enxergo NY!

8. Olá, ICE!! Nice to meet you!

9.  Meu novo vizinho, o Flat Iron Building. Hello, there!

10. Food trucks everywhere!

11. Almoçando às 17h. Mas um burrito que estava demais! Mas gostei até mais do guardanapo. Nele diz que os guardanapos são 90% de material reciclado, então aquele podia ter sido uma conta de luz ou uma multa de trânsito na vida passada. Forgive & forget.

Agora vou acabar de desfazer a mala, que por algum motivo está demorando um ano. Será porque eu trouxe roupa para um ano? Hum… Depois vou sair por aí!

8 Comentários

Arquivado em comendo por aí, doce vida, NYC, Viagem com Açúcar

It’s official!

Todo mundo que lê meu blog tem acompanhado meu caminho me afastando do “amadora” e me levando a ser uma doceira de verdade. Tem um passo que está sendo planejado faz tempo, mas eu ainda não contei. Isso é, ainda não contei aqui! Isso porque eu estou tão animada que eu raramente falo em outra coisa, conto pra todo mundo, e se você me encontrou na rua esses tempos já deve saber. Mas hoje dei o primeiro passo oficial, mandei o application e minha vaga está reservada! Vaga do que, você me pergunta. Eu respondo: Institute of Culinary Education!

Depois de muita pesquisa de cursos, achei a ICE! Com os melhores professores, melhores equipamentos e melhor currículo, é claro que foi a escolhida!

Vou fazer dois cursos: Pastry & Baking, que engloba toda a parte de doces e de panificação. A escola ensina culinária de vários países, começando pelo clássico francês e indo em direção ao contemporâneo.
Chato, né? E junto, vou fazer também o Culinary Management, que é uma administração de restaurantes, que ensina desde a formulação de um menu a como fazer pedidos e lidar com garçons!

Se você não conhece a escola, mas assiste Top Chef, saiba que muitos dos participantes são alunos de lá, e na temporada do Just Desserts alguma provas são feitas lá mesmo!

O mais bacana dessa escola é que, depois de 9 meses de aulas, você tem 3 meses de estágio nos restaurantes, hotéis e buffets de NY! E olha que os caras tem contatos, hein? Se você ver a lista dos que eles indicam, acredite, é de babar.

Gente, é claro que, como tudo na vida, ainda não é 100% de certeza. Nada é, né? Mas tudo parece estar dando certo com os documentos, inscrição, e até já achei onde morar. Sim. Morar. Em NY. Alguém me belisca?

Toda vez que penso que em poucos meses eu posso estar morando na cidade mais legal do mundo eu não consigo evitar e faço uma dancinha assim:

Acreditem, esse Yoda dançando é uma ótima representação do que realmente acontece. Até a altura.

Mas claro, alguns reconhecimentos são necessários! Primeiro, para a Ana Paula, da Unimundo. Sete anos atrás, fui para os EUA fazer intercâmbio, e agora vou com ela de novo! Quem tiver pensando em viajar, eu indico! É uma tranquilidade gigante ter alguém de confiança na hora de lidar com coisas tão legais, como visto e documentação.

E é claro, pros meus pais. Desculpa aí, mas eles são os melhores do mundo! Não adianta ter sonhos sem alguém pra te apoiar, e isso eu tenho. Ah, como eu tenho.

7 Comentários

Arquivado em aulas na cozinha, aventuras culinárias, doce vida, Viagem com Açúcar