Arquivo da tag: praia

Cantos e encantos de uma ilha


Leros é uma ilha pequenininha, com uma população menor ainda: só 8 mil habitantes. Deve ser por isso que ela é tão encantadora, em vez de uma ilha turística, como Santorini, você vive a vida grega de verdade, se sente em casa, até reconhecendo as pessoas na rua. Os gatos, as ruazinhas, as senhorinhas sentadas de preto em cadeiras fora de casa… tudo lá. E cada vez você conhece um canto novo, um cantinho diferente… Claro que o “novo” não necessariamente quer dizer que foi feito recentemente, mas na minha opinião é parte do charme. Por exemplo essa casa, meio caindo aos pedaços. Podia ser mais linda se fosse reformada? Acho que não! As rachaduras dão uma sensação de história, de vida. Mesma relação que eu tenho com rugas. Mas né, voltando ao assunto…

Tem lugares que parece até que é deliberado ser tão estragadinho, mas dá um charme….

Tem coisas que, como você faz quase todo dia, parece que você viveu sua vida toda ali, e que é só um dia na rotina. Como comprar frutas no verdureiro perto de casa, o mesmo que me fornecia minhas tão amadas cerejas!

O caminho pra qualquer lugar é sempre lindo. Mesmo tendo que andar kilometros, subindo e descendo ladeiras vale a pena, porque você consegue as vistas mais bonitas do mar, e em cada esquina tem bouganvilles lindas assim:

O grego é uma língua um tanto quanto difícil. Juro que de vez em quando, enquanto escutava pessoas conversarem, eu tinha certeza que eles estavam inventando! Aquilo não podia estar significando palavras! Mas você acostuma e eles ajudam e falam inglês. Mas às vezes nada bem. Que tal essa placa na frente de uma igrejinha? PleaCe? Sério?

Acho que a maioria das pessoas, quando ouve falar na Grécia, imagina praias de areia bem branca. Bom… lamento decepcionar, mas nem sempre é assim. A praia que nós vamos é assim como a foto embaixo mostra, de pedras mesmo. As pessoas mais frágeis (leia frescas), como minha mãe, entram na água de Havainas. O resto, como eu, vai na raça mesmo!

Raça pode ser um exagero. Tem um tapetinho, caso você queira poupar seus pézinhos.

E viram o catamaran na foto em cima? Poético, né? Nem tanto. Tinha dias que a vista da praia era completamente obstruída por barcos!

Não que isso mude alguma coisa, ou atrapalhe. Mas é que atrapalha minha vista! E eu acho demais estar na praia, na Grécia, e enxergar a Turquia! Sim, isso mesmo. Dá até pra ver ela na foto abaixo! Se tiver problemas pra encontrá-la, dou uma dica: ela está sendo indicada por uma flecha vermelha gigante. Tomara que tenha ajudado.

Tá, agora você deve estar pensando no mar. Gente, devo admitir que ele é demais! É transparente como nada mais consegue ser no mundo, por mais que você vá pro fundo você sempre enxerga até o chão. Sempre tem um peixinhos por perto, e alguns que até gostam de mordiscar as pessoas. Safados, eu sei. Mas algumas coisas que as pessoas não sabem. Primeiro, é um gelo! Sério, é mega fria! Mas com o calor que estava, com 35 graus na sombra, é exatamente o que você precisa! Outra coisa, o mar é muito mais salgado do que a gente está acostumado no Brasil. O que quer dizer que você boia muito mais fácil! Então é normal entrar a família toda e ficar conversando lá dentro mesmo, porque você quase não precisa fazer esforço pra não afundar!

Ou você pode entrar sozinho, deitar e tirar uma sonequinha. Super recomendado!

E o que eu falei das vistas? Essa aí embaixo é da janela do meu quarto, quase ao pôr do sol. Lindo, né? Tá vendo aquele telhado redondo, vermelho? É a igreja de Santa Marina. Oi, meu nome é Marina. Coincidência? I don’t think so…

Anúncios

10 Comentários

Arquivado em doce vida, Viagem com Açúcar

Torre de Babel

Que estou na Grécia, isso todo mundo já sabe. Mas o que vocês não sabem é como é a comunicação por aqui. A confusão começa em casa, onde se fala italiano/grego/português/alemão. Com um pouquinho de cada canto, cada um fala o que sabe e entende o que consegue. É comum ouvir alguém dizendo – Como se fala “x” em “y”? E sempre tem alguém pra dar uma traduzida!

Fora de casa também é confuso. O grego não é fácil não, e eu até agora dominei o por favor, obrigado/ bom dia, boa tarde / quero um suco de laranja. Meu grego chega mais ou menos até aí. Tá bom, tá bom… também sei pedir uma coca. Mas felizmente todos eles, ou a maioria, fala inglês. Mas mesmo assim, às vezes da um desespero quando você chega em algum lugar e o cardápio é assim:

Uia, né!? Mas daí o que os gregos fazem? Nos ajudam e tá-dá! Do outro lado é assim:

E é essa panificadora que nos fornece o café da manhã de cada dia. Passamos lá e voltamos com pães, biscoitos, milopitas (tortas de maçã), tiropitas (tortas de queijo)… Viram? Vocês acabam  de aprender 3 palavras em grego!! Milo = maçã, tiro=queijo, pita=torta!! Sou praticamente uma aula ambulante!

Todas são uma delícia, mas a campeã, pra mim é a tal da Bougatsa, que é uma massa folhada com um recheio de creme… huummm

Mas mesmo assim, o café da manhã preferido pra mim é outro. No caminho da praia tem uma quitanda, e nessa quitanda tem cerejas. Mas não qualquer cereja, mas sim as melhores do mundo! Então compro um pacotão dessas belezuras, e vou caminhando para a praia. E lá fico, deitadinha, comendo minhas frutinhas… Nada mal, né?

4 Comentários

Arquivado em comendo por aí, doce vida, Viagem com Açúcar

Por onde ando…

Bom, muitas pessoas andam perguntando onde estou, onde estão os posts, os doces, o livro do lobo que minha mãe emprestou quando eu tinha 9 anos?! Tá bom, quem sabe este último seja só eu, mas as outras perguntas me vem sendo perguntadas com frequência. Bom, a resposta é…

relax vision

Tá bom, tá bom. Quem sabe não exatamente nesta praia, e quem sabe aquela não seja exatamente eu, mas vocês entenderam. Estou de férias. E mesmo antes disto meu contato com a internet estava levemente precário. Tentarei fazer um post nos dias que passarei em casa antes de… bom, voltar pra praia!

Feliz Natal e um ótimo Ano Novo!

(Sim, eu sei que faz tempo, mas sabe como é! Férias!)

3 Comentários

Arquivado em doce vida